Edward Crawford Callaghan

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Edward Crawford Callaghan

Mensagem por Edward Crawford Callaghan em Qua Dez 26, 2012 11:08 pm

Edward Crawford Callaghan

"Call my name when you are in the gates of hell!"

Edward
20 (642)
Vampiros
França
Penn Badgley


O PSICOLÓGICO

Edward é uma homem vingativo, irônico, bipolar, inconfiável que tem sérios problemas em se relacionar.


A HISTÓRIA

Tudo começou em Londres dia 15/06, hás 642 anos, as exatas 02:00 da madrugada um bebe nascia, ele se chamava Edward, era filho de Tom Carter e Maria Izabela Scantbelruy, Tom era um Bruxo mestiço, e Maria era uma mulher normal como qualquer uma outra, porém ela não se assustava de estar casado com um feiticeiro, após um mês do nascimento de Edward os dois desapareceram inesperadamente deixando seu filho Edward dentro de uma cesta similar a uma de piquenique na porta de um orfanato com uma carta que ninguém havia conseguido abrir mesmo tentando rasgar ou coisa do tipo, Edward foi adotado cedo, pois tinha cabelos castanhos, era cor branca como a neve e com olhos azuis, foi criado por pais trouxas e nunca foi compreendido por seus pais ele era muito diferente era um pouco tão serio que as vezes assustava, mas os pais mal sabiam que Edward apenas era um menino solitário precisando do amor dos pais, no dia do seu aniversario de 12 anos, ele foi atrás de uma vela nas coisas do pai e acabou achando a carta que seu pai havia deixado para ele, ele nunca tinha ouvido falar daquela carta seus pais nunca falarão daquilo e Edward nem sabia que era adotado, diferente de todas as pessoas que tentaram abrir aquela carta o único que conseguiu foi Edward, na frente da carta estava escrito “De Tom Carter para seu filho Edward Scantbelruy Carter”, dentro da carta continha o seguinte: “Olá Edward, meu nome é Tom sou seu pai, desculpe por não ter cuidado de você isso foi uma coisa que nós causou muito sofrimento para mim e sua mãe Maria Izabela Scantbelruy, não posso contar por que nós tivemos que lhe abandonar, mas tenho uma coisa que pode salvar sua vida algum dia na sua vida, na estação de King's Cross há uma banco entre a plataforma 9 e 8, abaixo dele há um galpão lá você encontrará uma garrafa com um liquido vermelho beba-o quando estiver prestes a morrer.
PS: Nós te amamos.”

Edward ignorava e então seguia a própria vida, ao inteirar 18 anos mudara e o próprio nome para um que lhe desse orgulho. Seguindo a própria vida Edward fazia um curso de medicina, já estava com 20 anos uma filha e sem mulher alguma, pois a mesma que se casaria como mesmo morreu no momento do parto da própria filha que já tinha 4 anos. Edward não tinha dinheiro para bancar a faculdade por isso dava aulas de mitologia. E as vezes fazia estágios no hospital da cidade, certo dia Edward decidira fazer um estágio novamente e então ia direto ao hospital, chegando-lá a própria filha sorria com orgulho do pai e assim os dois adentravam no hospital indo direto á recepção quando se depararam com um monstro horrível, uma mulher coberta de sangue drenando o sangue da recepcionista. Edward então corria e logo a vampira se deparava com os dois, Carlie chorava e então Edward que era um especialista em mitologia se jogou no chão junto a filha e arrancou a perna da mesa de madeira deixando-a com pontas bem afiadas. Logo a vampira pulava encima do mesmo e num ato de desespero Edward perfurava o braço da mesma. Sabia que aquilo não a pararia Edward lembrou do líquido que o próprio pai deixara então saia em disparada em direção a estação que era a menos de 2 quarteirões. Chegando-lá os dois encontravam o galpão e adentravam no mesmo rapidamente, Edward encontrava o frasco vermelho e então bebia-o, não sabia ao certo o que era, mas achava que era sangue. O mesmo se segurava ao máximo para não vomitar quando a vampira adentrou no galpão pulando encima de Carlie, Edward não podia deixar que algo acontecesse a ela e assim pulou encima da vampira que virou com um tapa que quebrara o pescoço de Edward, assim matando-o, não exatamente. Edward parecia dormir assim iniciando-se um breve sonho:

"Natal palavra na qual fazia Edward corar, a época sempre fora boa, sempre fazia com que pudesse encontrar a própria filha e não só ela como sua família, que mesmo sendo meio maluca e irritante fora bom para ele. Encontrar seus irmãos não o agradava tanto quanto encontrar sua filha porém bastava, sua vida meio que se renovava sempre que o Natal se passava, o mesmo sempre fora um pouco religioso e sabia o motivo de tal celebração que tanto o alegrava. Era cedo e Edward acabara de acordar, o mesmo abria os olhos calmamente, assim se levantava calmamente para o lado direito, calçava suas sandálias de andar em casa e então ia até a janela onde abria-as assim ficando maravilhado com a belíssima vista que tinha de Paris, Flocos de Neve caiam, todos de formas diferentes e se acumulando na beira da janela... Assim cobrindo as plantas de Edward que provavelmente já estariam mortas a tal ponto. Logo pôs suas mãos para fora pegando alguns flocos onde deixava sua mão cada vez mais gélida. O mesmo já era branco e todo aquele frio fazia com que o mesmo ficasse pálido e com os lábios roxos... Rapidamente retirou suas mãos e fechou a janela... Com uma simples palma a luz acendiam e o mesmo que estava apenas de bermuda tremia com todo o frio daquele momento. Sorrindo Edward foi até o banheiro logo após pegar uma simples toalha na cômoda que se encontrava ao lado de sua cama. A água estava fria porém não importava, naquela noite Edward encontraria sua filha e só o fato de estar na presença da mesma o fazia esquecer de tudo aquilo que o irritava ou incomodava. O mesmo saiu do banho enxugou-se rapidamente e logo pôs uma roupa simples... Uma camisa branca de manga e uma jeans preta, por fim um casaco preto. Edward ficou em casa por certo tempo, o mesmo tomou café e então ficou a corrigir os exercícios dos alunos do 4 ano que tiveram o privilégio de participar de sua aula. Mesmo sabendo que muitos não participaram, não o deixara triste, Edward não perdera nada, quem perdera algo fora eles, como suas notas e o conhecimento... Além da belíssima presença do mesmo que sempre fora muito requisitada. De pouco em pouco Edward terminava finalmente de corrigir tudo, o mesmo ria de coisas tão barbaras que alguns alunos escreviam achando que iriam ganhar nota de graça sem o mínimo esforço. Já estava na hora do almoço portanto o mesmo pegou sua carteira e saiu rumo a um dos pequenos restaurantes de Paris, logo encontrara um e adentrava no mesmo, sentando-se na primeira mesa que ficava a porta do restaurante, logo um moça chegava entregando-o um cardápio, por ventura o restaurante se adequava a língua que o mesmo dominava e logo após ler o cardápio escolhia um — Por favor... Traga-me um prato de Strogonoff, uma taça de vinho branco e de sobremesa um Petit Gateu sabor Chocolate. Sem esquecer de um pequeno copo de Suco de Laranja... Não tem? Dê seu jeito... — Edward sorriu e logo seu semblante ignorante desaparecia, assim sacava seu iPhone novo e ficava escrevendo o planejamento da próxima aula. Passado 5 minutos tudo chegara. Engraçado, Edward provavelmente fizera com que a garçonete se assustasse a apressasse seu pedido. O mesmo pagara a conta e então deixava 10 Euros de gorjeta para a garçonete que ao receber o dinheiro sorriu. Estava tarde, já passava das 3 horas e Edward pegaria um avião para uma viagem de 4 horas para Londres. Edward foi até a própria casa já que tinha sido liberado de Hogwarts para o natal e então arrumara toda sua bagagem e assim indo direto ao aeroporto... O mesmo fazia o check-in e logo adentrava no avião, por sorte seu local se encontrava na janela e ao abrir a janelinha do avião que já decolava se maravilhava com a Torre Eiffel e todo o redor que se encontrava coberto por neve, tão branca e tão bela. Edward logo dormia e ao acordar já estava chegando em Londres, o mesmo saia do avião e logo pegava suas malas que por sorte fora rápida, o mesmo se dirigiu até o exterior do aeroporto uma limosine com um grande C estampado em uma bela fonte fazia com que Edward percebesse que aquela seria seu transporte para a mansão, o mesmo deixava as malas ao lado da limosine e então adentrava na mesma esperando que o motorista guardasse as malas e seguisse em direção a mansão, assim acontecia... Edward ia em direção a mansão enquanto apreciava a bela paisagem... O tempo passava a e ansiedade pelo encontro de sua filha apenas aumenta quando finalmente Edward chegara a seu destino, o mesmo saiu do carro logo após pedir que não retirasse as malas e Carlie que já se encontrava na porta da mansão a sua espera, Carlie corria como nunca correra algum dia na vida, corria e corria com destino as braços de seu pai que esperava de braços abertos, por fim os dois se encontravam e assim deram um forte abraço que logo era interrompido por Adelhei que murmurava entregando as malas de Carlie, Edward nunca gostara de Adelhei, sempre fora uma velha nojenta na qual fazia inúmeras tentativas de humilha-lo por conta de ter entrado na Lufa-Lufa, casa que a mesma dizia não ser digna de um Callaghan. Edward logo entrava no carro junto a sua filha sem se quer olha na cara de Adelhei assim indo rumo ao King's Cross"

Quando Edward do nada acordou, não sabia ao certo o que se passava, estava meio grog e achava que deveria para de assistir Harry Potter. Quando se deparou com sua filha morta tendo o próprio sangue drenado pela vampira que logo olhava para o mesmo, Edward pulava encima da mesma assim quebrando o pescoço da vampira inútil e chorando acima de sua filha. Estava com sede e sábia que algo acontecera. Edward chorava quando encostou seu rosto sobre o pescoço da própria filha sentindo o cheiro e um pouco do sangue da mesma, Edward não queria mas começou a drenar o sangue. Tal maldição mudara Edward, perdurando por mais 642 anos que o mudara por completo!



Edward Crawford Callaghan - MP



chay at ops!


Última edição por Edward Crawford Callaghan em Sex Dez 28, 2012 10:10 pm, editado 1 vez(es)


◖Edward Crawford Callaghan◗
● Crawford ● Callaghan ● Sexy ● Vampire? ●
This is the end, Hold you breath and count to ten, Feel the Earth move and then, Hear my heart burst again, Let the skyfall, When it crumbles, We will stand tall, Face it all together, Let the skyfall ---------------------------- ♣️

avatar
Edward Crawford Callaghan
Vampiros
Vampiros

Mensagens : 13
Data de inscrição : 26/12/2012
Idade : 647

Ficha Mística
MP:
100/100  (100/100)
Vida:
100/100  (100/100)
Nível : 1

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Edward Crawford Callaghan

Mensagem por Katherine Pierce em Qui Dez 27, 2012 6:26 pm



Selecionado =)


Katherine Pierce
Petrova •  Sexy •  Dangerous
Template by Katherine Pierce
avatar
Katherine Pierce
Vampiros
Vampiros

Mensagens : 60
Data de inscrição : 03/10/2012
Idade : 542
Localização : Em Mystic Falls

Ficha Mística
MP:
55/55  (55/55)
Vida:
55/55  (55/55)
Nível : 9

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum