Missão MF - Robert H. Junior - Vampiro

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Missão MF - Robert H. Junior - Vampiro

Mensagem por Robert H. Junior em Dom Jan 26, 2014 6:16 pm


Missão

Como de costume estava no Mystic Grill, bebendo uma dose de uísque, observando todos ali, escolhendo meu jantar. Quando um estranho chega ao meu lado, pelo jeito dele pude notar que o mesmo era igual a mim, um vampiro, olhei rapidamente para ele, pronto para ataca-lo se o mesmo fizesse algo contra mim, meu humor naquela noite não estava muito bom.  Mas ele não fez nada, só ficou por ali, pediu uma bebida e ficou quieto. Voltei à atenção para as moças ali presente, uma mais bela que a outra. Ate que fui interrompido nos meus pensamentos pelo vampiro desconhecido ao meu lado.
- Robert Junior? – ele fala em um tom calmo.
Olhei-o e enquanto levo o copo à boca tomando um gole da bebida falo, num tom arrogante:
- Como sabe quem eu sou? E o que quer?
Ele demora um pouco para responder, ficar esperando o mesmo falar parecia uma eternidade.
- Ouvi falar muito de você, vim ate aqui para informar que os seus amigos estão mortos.
- Amigos? Eu não tenho amigo algum. – Estava mentindo, tinha um grupo de amigos que havia conhecido logo depois que me transformei em vampiro.
- Não é o que parece, será que conhece os senhores Bob, Alexander, Josh e Rupert?
Ao ouvir os nomes dos meus grandes amigos, relembro da primeira vez que os vi. Alexander e Josh sempre brigando para ver quem era o mais forte e veloz, Bob o controlador, sempre tentando controlar Alex e Josh nas suas refeições e o pequeno Rupert não gostava muito de se intrometer na vida dos outros, sempre na dele, calado, mas conversávamos bastante ate que tive que partir e nunca mais havia falar deles.
- Meus grandes amigos, faz tempo que não os vejo e como sabe deles?– aquela conversa já estava me deixando cada vez mais curioso para saber do paradeiro dos meus amigos.
- Vivi com eles, durante uns 20 anos. Mudamo-nos para cá, faz uns dias e antes deles partirem a sua procura foram mortos por caçadores que descobriram que eles eram.
- Malditos caçadores! –bati o copo contra o balcão, fazendo-o quebrar rapidamente, vi o garçom olhar para mim com um olhar de medo, chamei o mesmo, segurando-o pelo braço olhando nos seus olhos, concentrando-me. – Esqueça-se do que viu aqui. – Hipnotizo-o e ele sai dali como se nada tivesse acontecido, volto minha atenção para o vampiro. – E como sabe de tudo isso? Caçadores não costumam fazer redenção aos vampiros.
- Acho melhor sairmos daqui e lhe contarei tudo. Na verdade posso lhe mostrar.
Ele levanta e segue em direção à saída, hesito em segui-lo, mas tenho que descobrir sobre o que aconteceu com meus amigos. Levantei rapidamente e comecei a segui-lo. – Mas antes...–falo antes de sair do Mystic Grill, encontrando um cara sozinho perto da porta, olho nos olhos dele, ordenando que ele fique quieto, o pego pelo braço e o levo para fora. Como eu já esperava a rua estava praticamente vazia, jogo ele como se fosse um boneco de pano contra a parede, corro rapidamente ate o mesmo. Fazendo as veias em torno dos meus olhos e com um olhar obscuro, mostro os dentes para ele e cravo-os rapidamente em seu pescoço, sugando todo o seu sangue. Tudo isso muito rápido, não demorou muito da minha saída do bar e o corpo estava vazio. Limpo a boca, largando o corpo em cima de alguma casa.
O vampiro que não sabia o nome me contou tudo que sabia sobre os caçadores e me mostrou o corpo dos meus amigos, todos com uma estaca no coração, mas o Alex e Josh estavam com uma marca em seus braços, olhei atentamente e percebi uma bala cravada nos braços deles.
Quando se é um vampiro tudo é ampliado e a raiva que eu estava sentindo era maior agora diante dos corpos dos meus amigos. O vampiro ofereceu em ajudar, mas eu recusei a ajuda tinha que fazer aquilo sozinho, fazer aqueles caçadores pagarem pelo que fizeram.

[...]

Passei um bom tempo procurando, pelos caçadores e então dois dias depois de saber da morte dos meus amigos, encontro um trailer próximo à estrada. Aparentemente estava vazio, mas tenho que ter cuidado e cautela, pois os caçadores adoravam armadilhas para vampiros. Pego impulso e subo no galho de uma arvore ali perto, a noite estava nublada e quase sem nenhuma estrela ou mesmo a luz da lua estava ali para denunciar-me. Concentrei-me atentamente a ouvir se tinha movimentação dentro do trailer, não demorou muito e pude ouvir 2 vozes, uma delas dizia.
- Temos que capturar e matar todos os vampiros que ainda andam solto por ai, como fizemos com aqueles 4 a algumas noites..
- Calma temos que nos preparar, temos que fazer mais balas de madeira com veneno de lobisomem... não sabemos quantos são lá fora, temos que estar preparados. –dizia o outro.
Aquilo era o que eu queria saber, foram eles que mataram meus amigos e estavam planejando matar ainda mais vampiros, com certeza ele iriam pagar com suas vidas a morte de meus amigos. Não poderia simplesmente chegar lá bater na porta e ser morto, tinha que pensar em um bom plano. Observei atentamente o local, aparentemente não havia nenhuma armadilha à vista, mas teria que ter cuidado. Com um salto, chego ao chão, fazendo o mínimo de ruído, possível. Quando apoio o pé próximo à porta do trailer, ouço um disparo e rapidamente sou acertado com três estacas, uma coxa direita, outra no braço e outra nas costas.
- Droga! – resmungo saindo do campo de vista deles rapidamente, antes que os dois saíssem do trailer. Depois de um tempo um dos dois sai, portando uma arma em mãos. Olho para ele, e observo meu corpo, retirando as estacas, vendo meu corpo curar-se.
- Ótimo, só um. Esse será fácil...
Presto atenção aos passos dele, para não ser pego de surpresa, imaginando uma maneira que mata-lo antes que o outro chegasse. Começo a correr, conseguindo tirar a arma das mãos dele, parando alguns passos a sua frente apontando a arma.
- E agora o que vai fazer? – preparo a arma para atirar contra ele, mas sou surpreendido com um golpe dele, me derrubando no chão. Ele vem de encontro a mim, com uma estaca nas mãos, com bastante rapidez fico atrás dele, segurando sua mão, tirando a estaca dele.
Esqueço-me do outro caçador, ouço um barulho de um disparo vindo atrás de mim, sem pensar muito me viro colocado o caçador que estava lutando, na minha frente como um escudo recebendo o tiro, com um movimento só, cravo a estaca no coração dele por trás, terminando de mata-lo. Ainda com o corpo como um escudo vou de encontro ao o outro caçador, ele ainda consegue atirar mais 2 vezes, antes que eu chegue perto dele, mas nenhuma das balas pegam em mim, ficam no corpo do amigo dele.
Antes que ele possa, pegar mais balas ou outra arma. Largo o cadáver sobre ele, fazendo-o cair. Chuto a cabeça dele, não muito forte, contra uma pedra de médio porte, desmaiando-o.

[...]

Estávamos dentro de um pequeno galpão abandonado, depois de pouco tempo, finalmente ele acorda. Havia amarrado ele em uma cadeira, impossibilitando o mesmo de se mover, já estava pronto para outra, tinha acabado de me alimentar de um casal que estavam na floresta.
- É uma pena, o seu sangue ter verbena. Ia ser mais divertido vê-lo cortando o próprio corpo. – estava portando comigo uma adaga. – Acho que terei que fazer isso por você. – começo a cortar o braço dele, um corte bem fundo. – Esse é pelo o Bob, pelo Alec e Josh, também pelo o Rupert.. – a dedica que falo o nome dos meus amigos, vou cortando o corpo dele várias vezes.
- Por que não acaba logo com isso? – ele fala entre os gritos de dor que ele sente.
Paro um pouco, pensando por um breve e curto tempo. – Por que acho mais divertido, fazer você sentir a dor que meus amigos sentiram, pena que seu amigo não esta entre os vivos para se juntar a você. – Olho para o lado, onde o corpo do outro caçador estava no chão, ainda com a estaca nas costas. Volto a atenção para ele, continuando com os cortes, ate que depois de algum tempo ali, resolvo acabar com aquilo, ele estava quase morrendo com a perna de tanto sangue. Com a ponta da adaga, levanto o rosto dele, olhando bem para o mesmo, falando.
- E essa é para aprender a nunca, matar um vampiro– com um grande golpe, arremesso a adaga contra o peito dele, errando o coração dele de propósito, mantendo-o vivo. Pego duas latas com álcool e molho todo o local, e principalmente os dois.
Vou para a porta do pequeno galpão, acendendo o isqueiro. Olhando bem para ele.
- Vá para o inferno! – logo o isqueiro aceso contra o corpo dele, fechando as portas saindo dali rapidamente, estava feliz por ter feito aquilo, pois tinha vingado a morte dos meus amigos, pude ouvir os últimos gritos dele, vejo que a noite estava indo embora, logo o sol nasceria e eu seria aniquilado por ser um escravo da noite.

Thanks Tiago © 2013




Robert Hans Junior

Vampire • Sexy
B'doll@TPO
avatar
Robert H. Junior
Vampiros
Vampiros

Mensagens : 22
Data de inscrição : 17/04/2013
Idade : 26
Localização : Mystic Falls

Ficha Mística
MP:
30/30  (30/30)
Vida:
30/30  (30/30)
Nível : 3

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão MF - Robert H. Junior - Vampiro

Mensagem por Kol Mikaelson em Dom Jan 26, 2014 6:43 pm

Avaliação - Robert - Missão

Sem dúvidas a melhor missão desse fórum, até agora, gostei muito da sua criatividade e da ação do caçadores, sua forma de matar também foi perfeita,Parabéns.

.: Prêmios :.

Subiu para o nível 3, Mais 800,00R$, +1 Missão na ficha mística.



Kol Mikaelson
Original | Admistrador | Cuidado Cool

avatar
Kol Mikaelson
Originais
Originais

Mensagens : 173
Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 23
Localização : Mystic Falls

Ficha Mística
MP:
75/75  (75/75)
Vida:
75/75  (75/75)
Nível : 13

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum